thechriscrocker
http://tinyurl.com/PaypalChris <—- Tip if ya liked ;)
cl0ud-dust

hortusartium:

O Roberto Ferri é muito bom. Um dos pioneiros na retomada contemporânea da grande pintura. Mas dizer que se trata de um novo Caravaggio implica em não compreender nem um nem outro. O Caravaggio é tão poderoso mais por causa de sua eloquente retórica do que pela sua técnica de pintura. Há a evidência inquestionável de Deus, assim como há as trevas, e aquilo que articula um ao outro possui força cristalina aguda, nunca meramente crônica como aqui em Ferri. O discurso de Ferri é hermético, e seria mais fácil aproximá-lo de Dalí do que de Caravaggio. Suas figuras lembram mais as criações hard rock de um Franz Franzetta, genial, sem dúvida, mas de teor poético muito diverso do de Caravaggio. Digamos que enquanto Ferri cria seres e situações que parecem saídos do futuro que se imaginava nos anos 70 e 80, Caravaggio cria seres de um passado cujo drama metafísico, para aqueles que sabem se deliciar com os encantos do banal, é perfeitamente atual.


Roberto FerriSigillum. 2013

Roberto FerriThe Theater of Cruelty

Roberto FerriSalmacis and Hermaphrodite

Blood on paper by Roberto Ferri

Roberto FerriSanta Eulalia

Roberto FerriThe Eternal Farewell

Roberto FerriObsession